Caminhos da Italia Molise Real Time Analytics
Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Molise

 

 

 

 

Símbolo

 

 

 

Preparamos uma propaganda para esta pequena e bonita região do Adriático meridional: "Visite-nos antes que se torne moda." Pois não é difícil profetizar uma descoberta desta terra onde tudo ainda tem o "sabor" de uma vez: do esplendor das paisagens às tradições populares, da gastronomia (importantes, os laticínios e muitos outros produtos típicos) à vida comunitária, da hospitalidade dos habitantes ao mar incontaminado, do artesanato, celebres os sinos de Agnone, à calma existente das cidades do interior. É verdadeiramente um prazer visitar Molise. Começando pela capital, Campobasso, com seu sugestivo entrelaçamento de ruas antigas e o Castello Monforte de quatrocentos anos.

Termoli, o centro mais importante da província de Campobasso, a mediterrânea clareza dos lugares, ilumina as antigas muralhas solicitadas pelo imperador Federico, e o grande castelo do ano 1500, que se estende sobre o mar.

Em todo o lugar, na região de Molise, a natureza tende a vigiar a história, protegendo a memória. Na planície de Sepino, cuja área arqueológica é testemunha da antiga colonização romana e nos arredores de Pietrabbondante, onde outro interessante lugar arqueológico lembra a remota existência dos Sannitos, antigo povo itálico que teve a audácia de desafiar e combater a potência de Roma. E mais, na provincia de Isernia, segunda cidade molisana com um bela Catedral e uma fonte do século treze, onde surge solitária e majestosa a antiga " L'abbazia di San Vincenzo al Volturno".

 

L'abbazia di San Vincenzo al Volturno".

 

Visitar a região de Molise, portanto, vale realmente a pena, antes que se torne um lugar da moda.

 

Cidades

A capital da região é Campobasso. Isernia é a capital da respectiva província.

 

Território

Uma região montanhosa defronte ao Mar Adriático, ao norte da península de Gargano. É a continuação da paisagem do Abruzzo.

Na realidade Abruzzo e Molise formavam um único distrito administrativo até 1963. Entre as regiões meridionais é uma das mais ricas em cursos d'água que cruzam desde o espigão dos Apeninos ao Mar Adriático. Outros rios afluentes do Volturno, desaguam no Mar Tirreno, depois de cruzar a região da Campania.

 

Arte

Molise se destaca na história da arte italiana graças ao ciclo de afrescos do século XIX na cripta di San Lorenzo em San Vincenzo al Volturno. Esse ciclo representa, em estilo e idade, um evento notável e exclusivo. Os monumentos em estilo românico mostram traços de influência da vizinha região da Puglia. Os exemplos de arquitetura medieval são muito interessantes. O estilo Barroco, com influências romanas e napolitanas podem ser encontrados nos palácios cívicos.

 

A serem visitados


Em Campobasso, visitantes podem admirar o centro histórico e o majestoso e fortificado Castelo do período Longobardo; as igrejas românicas de San Bartolomeo e San Giorgino. A igreja de Santo Antonino Abate tem uma coleção de entalhes e esculturas de madeira dos mestres do Molise do século XVI. Há aproximadamente 15 km da cidade, se eleva a românica Maria della Strada, com o sepulcro gótico do século XV. Em Isernia, o Museu Cívico abriga mostras epigráficas e esculturas; a Fontana della Fraterna do século XIV é também muito interessante. Em Pastena os turistas podem admirar o monumental Santuario dell'addolorata di Castelpetroso, circundado por densa floresta.

 

Províncias: Campobasso e Isernia.

Sites relacionados: Regione Molise, Museo Marinelli (sinos de Agnone)

Assuntos relacionados: Associações italianas, Molise - Arquivo de Estado, Molise - Sabores da Itália

Fonte: ENIT - Agência Nacional Italiana de Turismo

 

Sobrenomes italianos